Expedição: A Importância Dos Processos Bem Definidos

Expedição: A Importância Dos Processos Bem Definidos

Um dos mais importantes processos de qualquer empresa que tenha como atividade a logística ou distribuição (seja porque o seu negócio é o serviço em si ou porque comercializa mercadorias e necessita de stockar e fazer chegar as encomendas aos seus Clientes) é o processo de expedição.

Não raras vezes, quando o processo não é cuidado, são originadas reclamações que têm de ser tratadas com critério no sentido de garantir a satisfação final do Cliente. Por outro lado, um processo desorganizado pode levar ao incremento de custos de operação, desperdícios, diminuindo a margem e levando ao incumprimento de prazos de entrega! Um processo de expedição rigoroso pode ser a chave para o sucesso do seu negócio!

Muitas entidades consideram que a expedição é um processo efetuado pelo armazém e quando algo não corre bem foi porque o operador não efetuou o processo conforme definido pela empresa.

Na verdade, o processo de expedição deve estar oleado com as restantes áreas do negócio, como seja a área comercial e financeira.

Antes do operador de armazém iniciar o processo de picking é necessário que a área comercial defina o que vai ser vendido, em que quantidades e a quem (o preço poderá ser tratado posteriormente, antes da emissão da fatura). É necessário garantir que temos as quantidades pedidas, nas condições exigidas pelos Clientes. A validade é suficiente? Temos as quantidades mínimas exigidas pelo Cliente? A data de entrega poderá ser garantida?

Por outro lado, a área financeira deverá, também ela, ser tida em consideração neste processo. O Cliente tem o crédito cortado? Já pagou a mercadoria?

Por fim, quando chega a altura do operador de armazém efetuar o processo de picking e packing, é já o culminar de um conjunto de ações realizadas pela empresa.

A digitalização do processo de expedição é uma forma de tornar o processo mais ágil, eficaz e aumentar a eficiência do seu processo em armazém. Deixamos algumas dicas de como a digitalização dos processos de armazém podem ajudar o seu negócio:

Leitura de códigos de barras (EAN128, QRCodes,…) na identificação dos produtos ou das localizações físicas aumenta a produtividade e reduz os erros de digitação

Ao invés de emitir picking lists e o operador de armazém escrever no papel as quantidades que efetivamente retirou da prateleira, a utilização de dispositivos móveis e scanners permite a validação imediata de que o operador está no sítio certo e tem o produto pedido nas quantidades corretas. Ao mesmo tempo, as quantidades são atualizadas no seu ERP, de forma imediata.

 

Disponibilizar a informação a qualquer momento

Garanta que tem o controlo do que está a acontecer no armazém. Saiba o que está a ser expedido. Controle que tem as suas encomendas em dia e que o seu Cliente terá a encomenda nos prazos acordados.

 

Controlar a qualidade da operação

Elabore packing lists que garantem que os produtos estão arrumados da forma como o seu Cliente os quer receber. Caso o operador se tenha enganado, pode ser alertado de que o volume onde colocou o produto não está de acordo com o especificado pelo mesmo. Diminua as reclamações!

 

 

Gerar automaticamente processos de controlo de inventário

Não se preocupe se o operador indicou que não tem a quantidade reservada pelo comercial. Crie automaticamente um processo de inventário ao produto em causa.

 

 

Comunique eletronicamente com os seus Parceiros

Em caso de subcontratação da distribuição da mercadoria, comunique eletronicamente os dados necessários para o transporte (número de volumes, peso, dados do ponto de entrega).

 

 

 

By |2018-11-03T19:36:40+00:00Julho 23rd, 2018|Logística|0 Comments

Leave A Comment

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

O nosso website utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies. Ok